Feirão da Caixa é boa oportunidade, mas que exige alguns cuidados.

Feirao

feirao2
Nesta sexta feira, 16, Belém volta a viver a expectativa de um Feirão da Casa Própria da Caixa Econômica Federal . Aquela oportunidade única de encontrar parte das ofertas disponíveis em um só lugar. Mas em um momento em que o mercado vive dias de acomodação de preços, antes de sair, é bom estar atento a algumas dicas importantes.

Primeira. Lembre-se que o Feirão é um espaço de financiamento imobiliário. Você não conseguirá fechar negócio se estiver com o nome em lista como a do Serasa. Se for pequena, as chances de resolver são maiores. Do contrário, o banco não vai liberar seu cadastro e você vai acabar frustrado. Isso precisa se lembrado, sobretudo para quem busca imóveis no “Projeto Minha Casa Minha Vida”, que as vezes tem a impressão de que não se aplicam a eles, as exigências normais do mercado.

Outro detalhe:  o financiamento é investimento de longo prazo. Por isso faças as contas para saber qual a prestação que cabe no seu orçamento familiar. Não basta a simulação no computador ou aquele cálculo simples, de um terço da renda bruta. Em 30 anos, período de um financiamento padrão, tem faculdade, tem troca de carro, tem ajuda aos filhos que se casam.  Tem despesas que os simuladores habitacionais não conseguem alcançar. Você precisa estar atento a isso, porque se o orçamento estourar, e você ficar inadimplente por muito tempo, a lei está mais célere na retomada do imóvel do devedor.

É bom estar de olho também no produto que você vai comprar. Em uma Feira de Imóveis, a tendência da compra por impulso ganha força. Isso pode se perigoso, considerando, novamente, que é uma compra de longo prazo. Se arrepender, vai ter de conviver com isso por muito tempo.  A Dica é: Vá a primeira vez, identifique as melhores opções, visite a obra , se ela estiver em construção. Se não, viste outros imóveis entregues pela construtora para saber a satisfação de quem comprou antes de você.

Muito cuidado também com os contratos. O brasileiro tem o infeliz hábito de não ler. Ou porque a letra é pequena demais, ou porque tem medo de não entender e terá vergonha de perguntar. Se você assina, não adianta dizer depois que não sabia. Vai responder,  sobretudo  com penalidades financeiras, se quiser quebrar o que foi acordado.

Feitas as orientações, o Feirão é uma boa oportunidade considerando que , muitas ofertas em um só lugar, estimula a concorrência, e as chances de melhores negócios. Some-se a isso, os juros que ainda estão em um patamar vantajosos, o que não pode ser garantido pra os próximos anos, diante da instabilidade econômica do país. Na versão do ano passado, segundo a Caixa, foram mais de 31.600 visitantes e quase R$ 150 milhões em negócios, contra 35 mil visitantes e R$ 200 milhões negociados em 2012.

O Feirão da Casa Própria acontece no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia entre 16 e 18 de maio