Belém: Como seguir ganhando dinheiro em um mercado imobiliário nervoso

OPORTU1

OPORTU~1
Não adianta se enganar. Nada será como antes, pelo menos nos próximos dois ou três anos. Aquela história de comprar por um e vender por dois ficou na memória de quem aproveitou o boom na hora certa. Soube correr riscos calculados quando a onda imobiliária começou a levantar na capital paraense, e agora colhe os dividendos dessa estratégia.

Mas e agora. Mercado nervoso, preços altos demais, endividamento crescente e a lucratividade do mercado deixando a desejar. Isso sem falar nos muito imóveis que acabam perdidos em um classificado de jornal porque, mal avaliado, está caro demais e não encontra pretendente.

Acredite. Existem boas oportunidades mesmo diante de um cenário que aparenta desesperador. Isso porque, quando as dificuldades aparecem, você se obriga a ser  mais cuidadoso sobre onde colocar o seu dinheiro, aprende   a identificar seus objetivos – se quer comprar um imóvel pra vender e ganhar, ou se quer um bom aluguel, por exemplo.

E nesse mercado com preços impossíveis com ofertas demais e procura de menos, onde estão essa tais oportunidades?  Eu elaborei algumas dicas para identificar o que você pode atentar na hora de fechar um bom negócio. Lembre-se que isto não exclui a necessidade de ter ao seu lado um corretor ou uma imobiliária de sua confiança. É dinheiro demais pra correr riscos desnecessários.

Primeiro.  Decida se você que comprar um imóvel para alugar ou pra revender. Consideramos a primeira hipótese inicialmente. Você busca um bom e rápido aluguel. Qual o imóvel indicado? Esqueça entretanto, a velha regra de ganhar um por cento ao mês. Isso ficou definitivamente na memória

Veja inicialmente quanto você terá para investir nesse negócio. Para valores menores, minha recomendação é de apartamento compacto, um ou dois quartos de boa localização e já com algum tempo de construído. Esse tipo de imóvel dá uma rentabilidade muito atrativa no cenário atual do mercado.

Um apartamento de um quarto de R$ 120 mil pode alcançar até 0.8% de rentabilidade o que é muito bom. Já nos grande apartamentos este retorno cai para 0.6% e até 0.4% conforme o caso. Outra boa opção são salas comerciais. As construídas há mais de 8 anos tem menor valor no mercado e podem render mais que as novas, caras demais com a diferença de terem a vaga de estacionamento cobradas a parte do condomínio.

Se a ideia é investir um pouco mais, buscando um retorno um pouco maior, aposte no aluguel comercial. Casas e terrenos em avenidas e ruas de grande movimentação de carros são fundamentais pra não errar n hora de comprar. Olho também na facilidade do estacionamento. Hoje a vaga é tão importante quanto o próprio imóvel.

Agora se o objetivo é comprar para ganhar dinheiro neste mercado, voc~e precisa ter a ajuda profissional de quem tem mais experiência e tem também de aperfeiçoar seu olhar de oportunidade. Sim porque vende melhor quem compra bem. Mas como comprar bem neste mercado de preços tão altos.

É preciso ver beleza no que parece, inicialmente, feio. É preciso perceber a chance que está ao seu lado e você por preconceito, inexperiência ou ingenuidade não vê. A dica é pegar imóveis mais baratos, até R$250 mil que possam ser revitalizados com baixo investimento o que pode dar um lucro de 20% a 30% no curto prazo.

Olho com mais carinho para aquele apartamento em prédio de estacada que parece ser um mico do mercado. Olho com mais atenção a casa antiga, mal pintada e pichada que está barata, mas ninguém compra. Uma tinta pode fazer milagres e fazer você ganhar uma bolada nesses tempos difíceis.

Mas atenção. Desconfie de ofertas tentadoras demais e nunca faça negócios se tirar todas as certidões e as quitações de dívidas do imóvel e de seu proprietário.  Tem gente que baixa o preço, para o comprador desesperado em levar vantagem, sair comprando as cegas e ter uma baita dor de cabeça depois.

É fundamental também a assessoria de um profissional com experiência e de sua confiança. Ele é uma garantia extra de que o negócio está redondo e que suas expectativas sobre os lucros pretendidos sejam reais. Você está gastando suas economias, apostando que o mercado imobiliário vai render mais que a poupança. Se descuidar desse suporte, pode levar gato por lebre. Boa Sorte e Bons negócios.